Entre os dias 16 e 18 de novembro de 2018, aconteceu o I Open de Natal, primeira competição de debates em Natal, realizada pela União de Debates Competitivos do RN (UDC-RN).

A competição segue o modelo do British Parlamentary (Parlamento Britânico), e as regras são: quatro duplas confrontam-se em discursos alternados de sete minutos para defender ou refutar uma moção. No início da competição, a posição das equipes é sorteada entre 1º Governo, 1ª Oposição, 2º Governo e 2ª Oposição, e a moção é revelada. Depois que os debatedores têm conhecimento de suas posições, eles têm 15 minutos para estruturar seus argumentos. No fim, os adjudicadores (juízes da competição) dizem o resultado e oferecem um feedback sobre os argumentos que foram utilizados pelas duplas.

Antes do I Open, houve um treino da UDC com os graduandos do bacharelado em Ciências e Tecnologia (BCT) matriculados no componente de Práticas de Leitura e Escrita – II (PLE-II), e isso motivou o graduando Lucas Henrique de Alencar Rodrigues a participar dessa competição e, ao final, ele obteve uma excelente classificação: ficou em segundo lugar na categoria “iniciantes”. Nas palavras de Lucas Henrique: “É uma experiencia única. A aplicação de tudo que aprendi foi imediata. Depois daquele final de semana no Open, percebi que minha forma de falar mudou. O pensamento lógico ajuda muito na hora de competir”.

foto

Lucas Henrique na final da competição, realizada na Câmara Municipal de Natal

A realização de debates pela equipe de PLE-II já se tornou tradição na Escola de Ciências e Tecnologia. Esses eventos contam com a participação de graduandos, professores, monitores e também convidados externos. Neles, são debatidos temas de relevância social que podem estar associados a questões internas ou externas ao Campus Universitário. Entre as questões já debatidas estão: eleições para deputado federal; eleições para vereador; eleições para reitor e vice-reitor; eleições para diretor e vice-diretor da ECT; segurança no campus universitário; retirada (ou não) dos ambulantes do espaço da UFRN. “A cada semestre, o debate se renova porque é o contexto sociopolítico do momento que nos move a organizar o debate. Isso o torna vivencial e justifica o nome da nossa disciplina. Afinal, interessam-nos as PRÁTICAS de leitura e escrita que melhor preparam nossos alunos para o desenvolvimento da plena cidadania”, afirma a Profa. Glícia Azevedo Tinoco.

Para os interessados em continuar ou em começar a debater, os treinamentos para debates competitivos da UDC-RN são todas as quartas-feiras, às 16h, no prédio do Núcleo de Pesquisa em Ciências Sociais Aplicadas II (NEPSA-II) na UFRN.