De 20 a 23 de outubro foi realizada a XXI Semana de Ciência, Tecnologia e Cultura da UFRN (Cientec). Durante o evento, vários projetos de alunos da Escola de Ciências e Tecnologia e da área científica, em geral, foram apresentados e a ComC&T esteve lá para cobrir.

Roboeduc

A RoboEduc expôs trabalhos na área da robótica e atraiu bastante atenção do público. Stephanie Zanini, bacharel em C&T e gerente de conteúdo e criação da empresa, professores e RH explicou a atuação da Roboeduc. "A gente trabalha dando oficinas de robótica para crianças e adolescentes entre 4 a 17 anos.  A ideia é que a gente ensine as crianças dessa faixa etária montar e a programar robôs”.

"As crianças podem programar numa linguagem criada pela gente, usando o software da Lego ou o Arduino, que eles podem programar pelo nosso próprio sistema também”, Concluiu Stephanie.

A RoboEduc é uma empresa criada por pesquisadores da Universidade Federal do Rio Grande do Norte nas áreas de Educação e Computação, com foco na inovação da educação tecnológica, que está incubada na Inova metrópole, incubadora do Instituto metrópole digital.

InPACTA

A Incubadora de Processos Acadêmicos, Científicos e Tecnológicos da ECT, a inPACTa, esteve representada pelo Projeto de Inovação em Energia Solar(PIES)  e pela empresa Potilux

O estudante de C&T, Laércio Melo, falou sobre o PIES, projeto realizado em parceria com a inPACTA e com o Grupo de Estudos de Tribologia (GETS) . "É uma placa que tira energia a partir da diferença de potencial gerada por ela mesma. feita com garrafas pet, xelita, nióbio e cobre. Ela gera energia que fica exatamente na bateria do no brake, que a gente inverteu o sistema dela para que ela carregasse e liberasse energia ao mesmo tempo, que é fase numero um do nosso projeto, a fase número dois é automação, ela ter inteligência de saber qual é a melhor posição que ela deve ficar pra gerar maior taxa de energia”.

Igor Barbosa, aluno do Bacharelado em Tecnologia de Infomação e membro da Potilux, empresa formada por alunos de cursos de tecnologia da UFRN, que desenvolveu os produtos Lampitec, uma mini luminária de teclado para notebook que funciona ao ser ligada a alguma entrada USB e Fone Box, que tem como objetivo guardar os fones de ouvido, evitando deixar os fios enrolados. A empresa foi premiada como produto mais sustentável e inovadora pela Junior Achievement.

EJECT

A Empresa Júnior da ECT também marcou presença na Cientec, realizando a sua tradicional campanha de Descarte de Material Eletrônico - DME, e divulgando os 5 anos da empresa, com jogos interativos e uma promoção para o público.

A EJECT é uma associação civil sem fins econômicos, com fins educativos, de cunho social, científico e tecnológico. Sua área de atuação consiste nas principais áreas do Bacharelado em Ciências e Tecnologia, sendo elas, Tecnologia da Informação, Gestão de Negócios e Gestão Ambiental.

GIM

Já o Grupo de Integração Maker (GIM), equipe formada por alunos da UFRN de diferentes cursos, como C&T, Engenharia Elétrica, Engenharia Mecatrônica, entre outros e possui vários projetos financiados pelos próprios alunos. Eles apresentaram protótipos como um sensor de postura,  uma cancela eletrônica e um teclado musical portátil.

“O GIM é um grupo que já tem três anos, nossa crença é que compartilhar é a base para a evolução e fazemos vários projetos compartilhados para isso ocorre. fazemos oficinas, desenvolvimento de projetos e pequenas competições para incentivar a habilidade, a criatividade e o trabalho de equipe”, explicou Jéssica Daniella.

O GIM é responsável pela organização local do evento Arduino Day, evento internacional e ocorre simultaneamente em vários lugares do mundo e que já teve duas edições realizadas em Natal.

No Movimento Maker, são utilizadas noções básicas de eletrônica e robótica com o intuito de solucionar problemas encontrados no dia-a-dia ou até mesmo para criar algo de interesse pessoal. Para o desenvolvimento dos projetos, ‘os makers’ utilizam o arduino, uma placa eletrônica programável e de baixo custo que funciona, como base para programação.

Car-Kará

Outro estande que chamou atenção foi o do Car-Kará de Baja SAE –UFRN, projeto do curso de engenharia mecânica, que conta com a participação de alunos de diferentes cursos.

Gustavo Medeiros, falou um pouco sobe o Car-Kará "Nosso projeto visa projetar e fabricar um veículo off road para participar de uma competição em São Paulo, disputado entre todas as universidades do país. Todo o processo da fabricação é feita pelos alunos, esse carro que trouxemos para a Cientec foi 9º lugar entre 76 equipes. Em algumas provas, ele foi o melhor carro em manobrabilidade, que requer muito do carro, do sistema de suspensão, direção e do piloto em si e onde o carro passa por diversos obstáculos".

Masterclasses

Outro estande que envolveu projetos da ECT, foi o do Masterclasses Internacional de Física de Partículas, tendo como representantes Anderson Guedes, técnico do laboratório de física da ECT e coordenador local do Masterclasses e Ronai Lisboa, professor e coordenador adjunto do evento de física.

"O Masterclasses é um evento mundial de divulgação cientifica que ocorre em mais de duzentos institutos de pesquisa ao redor do mundo, com mais de dez mil estudantes envolvidos todo ano". Aqui no Rio Grande do Norte, ele está vinculado à Escola de Ciências e Tecnologia O objetivo maior do Masterclasses é divulgar as pesquisas com física de partículas e atrair jovens estudantes para a física”.

A Escola de Ciências e Tecnologia recebeu o Masterclasses 16 a 23 de março, tendo a presença de Marcia Begalli, coordenadora nacional do evento.

ComC&T

Assessoria de Comunicação e Produtora de Conteúdo da Escola de Ciências e Tecnologia.