Nesta quarta-feira, 13 de novembro, das 18h45 às 20h45, no auditório “A” da Escola de Ciências e Tecnologia (ECT/UFRN), será realizada uma mesa-redonda sobre vulnerabilidade social entre os discentes da UFRN e as políticas de permanência na universidade. Para debater esse assunto foram convidados representantes de várias esferas da universidade: Larissa Cristina Carvalho, representante da Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis (Proae/UFRN), Fernanda Alves da Costa, estudante de pós-graduação assistida pela universidade e Mayron Farias, vice-presidente da atual gestão do Diretório Acadêmico da ECT. A mesa-redonda é a Ação Socioambiental Prática (ASP) elaborada por estudantes da componente curricular Ciência, Tecnologia e Sociedade (CTS). 

A realização de ações socioambientais práticas está integra-se a um projeto de ensino pesquisa e extensão na área da Educação CTS. Ee é resultado da experiência piloto de reorientação curricular da componente 2019-2 para a perspectiva da Educação para a Sustentabilidade. Ao longo do semestre, os estudantes das Turmas 1 e 4 de CTS desenvolveram ASPs, fundamentadas nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) presentes na Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU). Por meio de votação entre os discentes da Turma 4, foi escolhida a ASP sobre vulnerabilidade social e assistência estudantil, que faz relação com a ODS 1 - erradicação da pobreza. 

“Esperamos que as informações sobre as políticas da universidade para os estudantes se amplifiquem e que eles possam se posicionar como atores sociais ativos na elaboração, execução e avaliação dessas políticas”, disse Carla Cabral, professora responsável pela reorientação curricular de CTS nas Turmas 1 e 4. 

A Turma 1 realizará sua ASP, sobre fontes renováveis de energia, no dia 20 de novembro, a partir das 13h, no Auditório “A” da ECT.