No período de 6 a 10 de novembro foi realizada na cidade de João Pessoa/PB a XVII Latin American Robotics Competition (Competição Latino Americana de Robótica), onde equipes exibiram e colocaram as habilidades de seus robôs em disputa de acordo com a categoria de enfrentamento escolhida. Uma das categorias da competição é a IEEE Open, que teve a participação de uma equipe da Escola de Ciências e Tecnologia.  

A equipe do Laboratório de Automação e Robótica (LAR), orientada pelos docentes Bruno Marques (ECT/UFRN) e Orivaldo Santana (ECT/UFRN), e formada pelos graduandos Luiz Felipe e Rodrigo Sarmento, do bacharelado em Ciências e Tecnologia; Álvaro Portela Figueiredo Neto, bacharel em Tecnologia da Informação; Tiago Hérique e Gabriel Teixeira, do curso de Engenharia Mecatrônica; além do mestrando João Bezerra, do mestrado em Engenharia Mecatrônica, conquistou o segundo lugar na categoria. 

IMG 9821

A equipe e um dos coordenadores Prof. Orivaldo 

A preparação teve início há dois anos e meio, com reuniões quinzenais e também a participação nas duas últimas edições do desafio. Dessa forma, foi possível adquirir experiencia e acumular conhecimentos. Os alunos foram divididos em subequipes com tarefas distintas, que foram: construir partes mecânicas, construir partes eletrônicas e programação.  

O desafio deste ano foi totalmente novo. Consistiu em criar maneiras eficientes de fazer o carregamento e descarregamento de contêineres, simulando uma situação em portos, ou seja, desenvolver um robô que saísse de uma área próxima aos navios em direção aos contêineres, pegá-los e depositar no navio correto. “Com esse tipo de desafio, os alunos conseguem trazer o conhecimento mais teórico e aplicar na prática”, afirma o Prof. Orivaldo. 

Projetar e amadurecer o protótipo do robô foram etapas fundamentais para ter um bom desempenho, e consequentemente, um bom resultado. Luiz Felipe, membro da equipe, falou um pouco sobre sua experiência: “Aprendi muita coisa durante o processo, tive acesso a várias áreas. Ver nosso robô depositar corretamente o contêiner, e saber que conseguimos o segundo lugar na competição, eu fiquei muito feliz, aliás, todos nós. Nesse momento eu percebi que tudo valeu a pena.”. 

IEEEOPEN1
IEEEOPEN2
IEEEOPEN3
1/3 
start stop bwd fwd