No mês de dezembro de 2018, tivemos a participação de dois docentes da ECT em eventos científicos importantes. Foram eles: Salete Martins Alves, no evento TriboBR2018, e Aquiles Medeiros Filgueira Burlamaqui, na XI Escola Potiguar de Computação e suas Aplicações. Confira abaixo, nesta reportagem, um resumo do que aconteceu.

TriboBR2018: evento discutiu o futuro da tribologia e suas aplicações

No início de dezembro de 2018, entre os dias 3 e 5, aconteceu o 3rd International Brazilian Conference on Tribology, conferência brasileira internacional sobre tribologia, no Majestic Hotel, situado na cidade de Florianópolis. O evento reuniu pesquisadores, profissionais e palestrantes convidados de vários países envolvidos com a tribologia, área que estuda a interação entre superfícies em movimento relativo, destacando as tendências futuras na pesquisa e suas aplicações.

Sendo a única representante do Nordeste brasileiro, o evento contou com a presença da professora da ECT Salete Martins Alves, a qual ministra a disciplina de Química Geral e atualmente coordena o PPGEM, Programa de Pós-Graduação em Engenharia Mecânica da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Como pesquisadora na área da tribologia, além de ter sido avaliadora de trabalhos na modalidade pôster e moderar uma sessão no evento, Salete apresentou dois estudos durante a conferência: “Sputtering based synthesis of nanobiolubricants and their tribological behavior”, em cooperação com sua orientada de doutorado Marinalva Trajano Ferreira, sendo o trabalho voltado para a avaliação de uma nova forma de produzir nanobiolubrificantes, e “Gear wear evaluation by vibration analysis using continue wavelet transform for gearbox of the wind turbines”, elaborado em conjunto com o mestrando Alexandre Augusto Souza de Medeiros e o professor José Josemar de Oliveira de Junior, que propõe uma metodologia de monitoramento do desgaste através da análise dos sinais de vibração.

A conferência também proporcionou um fórum internacional para troca de informações e discutir as prioridades futuras da tribologia, como ajudar a reduzir o consumo de energia e melhorar a sustentabilidade. Com sua terceira edição em 2018, o International Brazilian Conference on Tribology, também conhecido como TriboBR, acontece a cada 4 anos em diferentes cidades do Brasil.

 

Professor da ECT participa de evento sobre computação

Outra participação importante ocorreu ainda no mês de dezembro de 2018, sendo ela a do docente Aquiles Medeiros Filgueira Burlamaqui, professor da ECT na área de programação. No município de Angicos/RN, entre os dias 5 e 7, deu-se a XI Escola Potiguar de Computação e suas Aplicações. Realizado pela SBC (Sociedade Brasileira de Computação), o evento, também conhecido como EPOCA, tem como objetivo aproximar pesquisadores, estudantes e profissionais da área de computação do estado do Rio Grande do Norte.

O tema da edição deste ano foi: Empreendedorismo, Inovação e Sustentabilidade em TI no Semiárido. Com participação em uma mesa redonda, Aquiles discutiu sobre o tema “Empreender em tecnologia: que caminho seguir?”, na qual logrou a oportunidade de narrar a trajetória da rede de laboratórios NATALNET, além de demonstrar, como estudo de caso, a startup RoboEduc como exemplo de startup nascida dentro da rede.

Com o objetivo de ensinar crianças a partir dos 3 anos idades a programar e a montar robôs, a RoboEduc é uma empresa e escola de programação e robótica criada por pesquisadores da Universidade Federal do Rio Grande do Norte nas áreas de Educação e Computação, com foco na inovação da educação tecnológica. Com apoio do RHAE - CNPq e UFRN, a empresa sempre investiu em projetos de pesquisa, e, dentro desse contexto, no Projeto Pesquisador na Empresa, foi criado o termo “Robótica Educacional à Distância”.

Explanando tal assunto, em um segundo momento do mesmo evento, Aquiles ministrou, juntamente com a Prof. Dra. Akynara Agláe da UFERSA, o minicurso “Robótica Educacional à Distância”, onde entraram em mais detalhes sobre as teorias da Robótica Educacional, da Educação à distância, e em como unir esses dois para resolver o problema de como levar a Robótica Educacional e o pensamento computacional para todos, através de uma solução que seja de qualidade, acessível e que resolva tal problema em um país com dimensões continentais e com tanta desigualdade social como o Brasil.

A Escola Potiguar de Computação e suas Aplicações acontece anualmente em diferentes municípios do Rio Grande do Norte, abordando temas diferenciados que objetivam a divulgação e promoção do desenvolvimento científico e tecnológico, bem como a interiorização da ciência no Brasil.