Automação do processo de redosagem de concreto foi tema de dissertação do PPgCTI

Escrito por: Wagner Barboza | Publicado em: 9 de abril de 2021

Com 7 anos de experiência na área de concreto usinado, Raphael Torres, mestrando do Programa de Pós Graduação em Ciências, Tecnologia e Inovação (PPgCTI) teve a ideia de criar uma técnica de automação para uma parte do processo de produção do concreto usinado, normalmente realizada de forma visual, chamada redosagem. O assunto foi tema de seu Trabalho de Conclusão de Curso intitulado “Método de Automação do Processo de Redosagem de Concreto em Central Dosadora”, defendido no dia 30 de março.

Segundo Raphael, o modelo de produção de concreto segue um padrão estabelecido por norma e já utiliza automação para uniformizar. Entretanto, a última etapa do processo está à cargo do motorista da betoneira, através de um método puramente visual, o que pode colocar todo o procedimento em xeque. 

A técnica desenvolvida mostra-se muito importante, pois resolve um problema real da indústria da Construção Civil, ao diminuir o gasto com matéria prima e desperdícios. “Uma coisa que sempre observei foi a busca pela liderança nos custos, o que é extremamente limitado. Tentei pensar na melhoria dos processos, com emprego de diferenciação por desenvolvimento tecnológico, que abre um leque de oportunidades.”, comentou Raphael.

O trabalho rendeu um pedido de registro de patente, solicitado ainda em março, por recomendação de seu orientador, o professor Aquiles Burlamaqui. Raphael não identificou nas bases de conteúdo trabalhos que solucionasse o gargalo que ele se propôs a resolver e utilizasse machine learning para isso. Além disso, o estudo gerou ainda uma publicação Qualis A2/Capes no International Journal for Innovation Education and Research (Ijier).

Raphael agora busca procurar parceiros para que seja feita a validação da técnica com o intuito de viabilizar o produto. Para ele, o PPgCTI foi de suma importância em todo o processo pois foi através do curso que ele pôde aprofundar-se em machine learning e onde teve contato com o orientador, Aquiles, e o Coorientador professor Orivaldo Vieira, que o direcionou a optar por uma tecnologia com maior possibilidade de escalabilidade comercial.


Por que fazer a ênfase de negócios tecnológicos?

Você conhece ou tem dúvidas a respeito da Ênfase em Negócios Tecnológicos da Escola de Ciências e Tecnologia (ECT)? Tenho uma boa notícia pra você! Na próxima quarta-feira (19/05), às 18h, será feita uma palestra online, com participação de 2 egressos do Curso de Negócios Tecnológicos, onde será abordada a contribuição do curso na carreira […]

Divulgados os planos de curso do período 2021.1

A Coordenação do curso de Ciências e Tecnologia divulga os planos de curso das disciplinas que serão ofertadas pela Escola de Ciências e Tecnologia para o período 2021.1. Os planos estão disponíveis no Google Drive e podem ser consultados aqui. Lembramos que as solicitações de matrículas pelos alunos regulares para o período letivo 2021.1 deverão ser […]