Conheça o Multiprova, plataforma de criação e gestão de atividades avaliativas da UFRN

Desenvolvido por equipe da ECT, o projeto, agora institucionalizado, trará mais praticidade na hora de criar, aplicar e corrigir avaliações

Escrito por: Líria Paz e Wagner Barboza | Publicado em: 19 de agosto de 2020

Em março de 2020, quando as atividades acadêmicas da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) foram suspensas em decorrência do surto de coronavírus no mundo, toda a dinâmica dessas atividades precisaram ser repensadas visando o mínimo de prejuízo para os membros da comunidade acadêmica. Nesse contexto, surgiu a proposta de semestre suplementar, conhecido como PLSE – Período Letivo Suplementar Excepcional, cujas atividades precisaram ser adaptadas ao formato remoto. 

Durante esse período, a UFRN decidiu utilizar, em caráter experimental, uma plataforma de criação e gestão automatizada de atividades avaliativas criada na Escola de Ciências e Tecnologia, sob a coordenação do professor André Bessa Moreira: o Multiprova. Agora institucionalizada, a ferramenta será integrada ao SIGAA e visa facilitar as atividades do corpo docente da universidade com relação a criação, correções e lançamento de notas das avaliações.

Com o apoio da Superintendência de Informática da UFRN, um link dentro do SIGAA estará disponível para que alunos e professores, que estejam em uma turma virtual, possam acessar a plataforma sem que seja preciso efetuar o login novamente. Futuramente será possível que os professores exportem as notas diretamente desta ferramenta para o SIGAA.

Vídeo de apresentação do Multiprova, disponível em seu canal do YouTube.

A versão atual do Multiprova foi lançada em 17 de junho de 2020, cujo lançamento foi antecipado para dar suporte ao ensino remoto na Universidade durante a pandemia, será utilizada na retomada do período letivo 2020.1 – agora 2020.6 – e estará disponível para todos os professores e alunos da universidade. Anteriormente, com sua participação no semestre 2020.5, a ferramenta permitiu a aplicação de mais de 5 mil provas em variadas áreas. Além disso, entre 2014 e 2020, já foram realizadas mais de 120 mil avaliações. 

Ideia geral da plataforma

A ideia original, pensada ainda em 2011, era evitar que – em turmas numerosas como as do curso de Ciências e Tecnologia – os alunos copiassem as provas uns dos outros. Através do sorteios de questões, cada estudante receberia uma prova diferente. Hoje, além disso, a plataforma tem várias outras funcionalidades.

No início, o desenvolvimento do sistema foi feito em C++, linguagem de programação de uso geral. Posteriormente,  foi usada a Hypertext Preprocessor (PHP), que é focada em desenvolvimento web. Atualmente o sistema é desenvolvido em Javascript, que é uma linguagem usada principalmente em páginas web.    

Versatilidade na gestão de atividades avaliativas

O sistema tem várias características que o fazem uma ótima opção para o gerenciamento e aplicação de provas, permitindo que os professores tenham total controle do processo de ensino-aprendizagem. Responsividade, segurança, fácil integração, versatilidade, interface moderna – além de ser público – são alguns dos diferenciais do Multiprova.

Desde atividades mais simples a provas mais elaboradas, docentes e gestores encontram diversas possibilidades para a criação de questões. Múltipla escolha, verdadeiro ou falso, associação de colunas, programação, discursivas e em bloco (subquestões) são algumas das possibilidades existentes. Além disso, as questões podem conter imagens, vídeos, áudios, equações etc, potencializando ainda mais seu uso.

Exemplo de realização de vista de prova na perspectiva do discente.

Outra funcionalidade é a criação e agendamento de provas. O professor pode criar as avaliações, definir os horários de início e término, como, também, especificar quais alunos poderão fazê-la. A avaliação poderá ser acessada através de computadores, smartphones ou tablets. Os estudantes poderão fazer suas provas online, com mais praticidade, sem uso exagerado de papel.

O andamento da prova pode ser acompanhado em tempo real e, no caso de questões objetivas, a correção é feita automaticamente, cabendo ao gestor da ferramenta corrigir apenas questões discursivas, se houver. A vista de prova, obrigatória segundo o Regulamento dos Cursos de Graduação da UFRN, pode ser liberada e realizada na própria plataforma, a qualquer momento pelo docente. Ficam ainda disponíveis para os alunos resultados e estatísticas das provas concluídas, como média da turma, por exemplo.

A criação de bancos de questões compartilhados é mais uma das funcionalidades importantes do Multiprova. Com isso, é possível compartilhar questões entre professores de um mesmo componente curricular e cada um pode gerar provas no mesmo nível de complexidade para aplicação em turmas diferentes, por exemplo. Também é possível que a plataforma seja utilizada por alunos que não dispõem de matrícula no SIGAA, como em seleções de Pós-graduação e outros processos seletivos. 

Colaborações

Fruto de pesquisa na universidade pública, a equipe do Multriprova adquiriu parcerias durante o processo de aprimoração da plataforma. Em 2018, ao concorrerem e serem contemplados com um financiamento através da CAPES – Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, foi desenvolvido o EDUCA-IO, um software para avaliações online. No mesmo ano a plataforma recebeu também um financiamento da ECT para contratação da equipe. 

Outra importante parceira foi a COMPERVE – Núcleo de Concursos da UFRN, que procurou a equipe para o desenvolvimento de gabaritos para as provas de concursos. Assim surgiu o PICCO – Plataforma Integrada de Concursos da Comperve. Parcerias como essas permitiram que a equipe desenvolvedora coletasse experiências fundamentais para o aprimoramento do Multiprova. 

Recentemente, em conjunto com a Secretaria de Educação à Distância da UFRN (SEDIS), a Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (PROGESP) ofereceu curso preparatório, voltado para professores que pretendem usar o sistema para aplicação de avaliações remotas. É importante a interação dos docentes para que todos tenham plena noção do funcionamento da plataforma, que trará mais facilidade na hora da aplicação e correção das provas. 

No próximo dia 04 de setembro, a ECT oferecerá um workshop mostrando as novas funcionalidades do Multiprova. As inscrições para o encontro são pelo e-mail da direção da ECT (direcao@ect.ufrn.br).

Perspectivas futuras

O Multiprova foi criado para suprir necessidades dos professores e prover o melhor funcionamento das turmas. O professor coordenador, André Bessa, acredita que todo o trabalho de sua equipe será muito bem recebido pela comunidade acadêmica.

Ainda existem planos de levar a plataforma para outras universidades e até escolas públicas do estado. O intuito é abranger a maior quantidade de pessoas e levar a praticidade do sistema para um outro público-alvo. É impressionante o impacto que a inovação e pesquisa exercem sobre toda a sociedade. Apesar do sucateamento e ataques, é a universidade pública e de qualidade que promove desenvolvimento.

Responsáveis

André Bessa – ECT
Diego Silva – ECT
Rex Medeiros – ECT
Gustavo Leitão – IMD

Para acompanhar o projeto, clique nos links a seguir:

Canal no Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCBHciiq7gRSp32_wyYgROtA

Site: https://multiprova.ufrn.br


Lugar de mulher é fazendo ciência!

Duas discentes da ECT, uma do Programa de Pós-Graduação em Ciência, Tecnologia e Inovação e outra do curso de Ciências e Tecnologia foram aprovadas no último edital “Mulheres na Ciência e Inovação”. No total foram quase 400 projetos inscritos e apenas 276 aprovados. Cabe destacar que esta edição, por ser online, tornou  possível ampliar as […]

Inscrições para o Mestrado Profissional em Ciência, Tecnologia e Inovação encerram neste sábado

As inscrições para o Mestrado Profissional em Ciência, Tecnologia e Inovação,que tiveram início no dia 15 de agosto, terminam em 18 de setembro, próximo sábado, e devem ser feitas exclusivamente via internet, na página de Processo Seletivo da UFRN Stricto Sensu.  O edital divulgado pela coordenação do Programa de Pós-Graduação em Ciência, Tecnologia e Inovação […]

Já pensou em integrar uma pesquisa sobre Comunicação em Rede Neural? O Programa de Pós-graduação em Física está com inscrições abertas!

O exame de seleção será realizado no dia 21 de novembro de 2021 e as inscrições, feitas via PPG-Física ou Plataforma EUF (Exame Unificado de Física), estarão abertas até o dia 10 de outubro de 2021.  As Coordenações dos Programas de Pós-Graduação em Física de quinze instituições, uma delas a da UFRN, irão realizar esse […]