Graduação de C&T + PPgCTI = Oito projetos aprovados no 11°Simpósio Internacional de Inovação Tecnológica

A ação de integração entre a graduação de C&T e o Programa de Pós-Graduação em Ciências, Tecnologia e Inovação (PPgCTI), feita pelos projetos de ensino da Câmara de Negócios Tecnológicos, resultou na aprovação de oito trabalhos, sete da graduação e um da pós-graduação, no 11°Simpósio Internacional de Inovação Tecnológica  -11th International Symposium on Technological Innovation – ISTI2021-. 

Promovida pela Associação Acadêmica de Propriedade Intelectual (API) e com a colaboração da Universidade Federal de Sergipe e Instituto Federal de Sergipe, a conferência foi realizada do dia 6 ao dia 9 de abril. Os melhores trabalhos serão convidados a publicar na Revista INGI em 2021.

Ana Biatriz, bolsista de Gestão e Economia da Ciência, Tecnologia e Inovação(GECTI), conta como foi importante receber a notícia da aprovação dos trabalhos no simpósio. “Como monitora-orientadora, estou muito contente com o sucesso que os alunos tiveram durante o 11°Simpósio Internacional de Inovação Tecnológica e grata por eles não terem desistido e terem aceitado esse desafio”, comemora. Ana explica que o componente curricular de Gestão e Economia da Ciência, Tecnologia e Inovação (GECTI), no qual ela monitora, trabalha alicerçada na metodologia autoral do grupo de Negócios Tecnológicos, que tem como objetivo exercitar o pensamento para diversas situações e problemas e assim desenvolver possíveis soluções para o campo da Ciência, Tecnologia, Inovação e Sociedade. O resultado é a produção de um artigo científico, totalmente escrito pelos alunos, que proporciona a eles um contato direto com a pesquisa e escrita acadêmica, muitas vezes, é um dos primeiros contatos com esse tipo de escrita.

Para Euriam Araújo, um dos autores do trabalho  “Turismo 4.0 e o potencial inovativo de experiências personalizadas”, a experiência no Simpósio Internacional foi bastante importante para a sua pesquisa científico-empreendedora no PPgCTI, uma vez que confirmou que ela está no caminho certo. “Em primeiro lugar parabenizo a professora Zulmara pela sua grande visão em alinhar as atividades realizadas em suas disciplinas com a elaboração de artigos em eventos importantes como esse, além de apoiar a nossa participação de forma incondicional.” comemora. Euriam conta, inclusive, que nas prospecções chegou a encontrar patentes com propostas de valor semelhantes de universidades da China, além dos feedbacks valiosos que recebeu, servindo assim, como aprendizado para futuras participações em eventos.

Os projetos 

O enfrentamento da pandemia do Sars-CoV-2 demanda uma acirrada corrida científico-tecnológica. Nesse sentido, observou-se que  a nanorobótica aumenta o repertório de possibilidades. O objetivo deste primeiro trabalho aprovado é analisar o cenário técnico mercadológico do campo da nanorobótica, por meio de prospecção patentária e de tendências tecnológicas. Intitulado “Materiais para micro e nanorobótica médica”, o projeto é de autoria de Lucas Eugênio Olinto Cappra; Thierry Pietro de Medeiros Santos; Angelo Ryan Cavalcante Nunes; Vinicius Yan Tavares Nascimento; Elisa Victória de Farias Silva; Ana Biatriz Guedes do Nascimento e  Zulmara Virgínia de Carvalho.

Já a pesquisa “Complexidade econômica no setor de equipamentos de ignição elétrica” tem como objetivo trazer uma discussão sobre a complexidade econômica do setor industrial de equipamentos de ignição elétrica, pois, observou-se que que os países que dominam as exportações globais dos produtos do setor coincidem com muitos dos países que desenvolveram as tecnologias. Os autores são Carlos Alexandre Camargo de Abreu; Samuel Victor Maciel da Silva; Angelina Maria Lima de Araújo; Eduardo Henrique Cunha Szilagyi; Júlio Mateus Santos da Silva e Tiago Gustavo Hiller.

Os pesquisadores Lucas Morais Freire; Lívia Stefanny de Moura Felipe; Luiz Felipe de Lima Freire; Marcos Vinícius Luna Araújo; Raphael Ramos da Silva; Nathalia Gabrielly Silva Souza e Zulmara Virgínia de Carvalho, por meio da pesquisa intitulada “O potencial a economia circular frente à indústria 4.0”  pretendem fornecer um panorama da importância dada ao caráter ambiental, relacionando-o com o desenvolvimento técnico e científico proveniente da Quarta Revolução Industrial com a Economia Circular. 

“O crescimento da indústria aeroespacial” foi tema de outro trabalho aprovado no Simpósio, de autoria de Mariana de Lima Januário; Aldeander Túlio Cesário dos Santos; Levi Reis do Monte Silva; Vitor Augusto Aguiar Silva; Ana Biatriz Guedes do Nascimento e Zulmara Virgínia de Carvalho. A pesquisa busca identificar a dinâmica de inserção da Indústria Aeroespacial nos pilares da Indústria 4.0 produz uma cenarização de desafios e oportunidades tecnomercadológicas. Assim como as próximas duas pesquisas que serão apresentadas, este trabalho utilizou uma prospecção patentária, nas bases de dados Espacenet, Google Patents e The Lens e análise de tendências, o estudo identificou os principais líderes patentários, suas principais inovações e inserção no mercado brasileiro. 

Falando em oportunidades tecnomercadológicas, utilizando do mesmo método de prospecção da pesquisa anterior, o trabalho dos autores, Alyson Diego Silva Costa; Jordan Marques de Almeida Ramos; Pedro Rêgo Vilar Neto; Talles Lohan Dantas Cardoso; Luiz Carlos Bezerra Duarte; Francisco Daniel Davi e  Zulmara Virgínia de Carvalho, buscou analisar o cenário tecnomercadológico da inteligência artificial. 

A implementação de ferramentas digitais em setores do entretenimento foi objeto de estudo da pesquisa “O futuro do entretenimento frente às mudanças da IV revolução industrial”, para tal, foi preciso analisar perspectivas tecnomercadológicas do cenário mundial da Indústria do Entretenimento. Além de  das prospecções patentárias, o trabalho utilizou uma pesquisa qualitativa de tendências da plataforma de Inteligência Estratégica do Fórum Econômico Mundial. O projeto é de autoria de de autoria de Alessandro Rodrigues de Pontes; Emanoel Batista Pereira Filho; João Victor Mendes Acosta; Johnatan Santos de Souza Carvalho; Jonatas Diniz de Souza; Samuel Victor Maciel da Silva e Zulmara Virgínia de Carvalho.

Foi nesse contexto de revolução industrial e buscando identificar a dinâmica de desenvolvimento tecnológico integrado da Cibersegurança com as demais tecnologias habilitadoras 4.0, que os autores Enzo de Assis Bezerra; Gustavo Henrique Lima de Araujo; Daniel Araújo de Almeida; Sidiale Marreiros de Lima; Libia Emanoela Gomes Carvalho; Samuel Victor Maciel da Silva e Zulmara Virgínia de Carvalho, desenvolveram a pesquisa “Cibercrime e cibersegurança: desafios da IV revolução industrial” também aprovada no 11° Simpósio Internacional de Tecnologia e Inovação..  
Adicionalmente, cabe destacar que, do corpo discente e docente do PPgCTI, foi aprovado também o trabalho “Turismo 4.0 e o potencial inovativo de experiências personalizadas”  de autoria de Euriam Barros de Araújo; Zulmara Virgínia de Carvalho e Aquiles Medeiros Filgueira Burlamaqui.


Live-Debate discute Inteligência Artificial

A Inteligência Artificial lhe assusta ou anima? Na próxima segunda-feira, 15/03, esse assunto será tratado numa Live-Debate intitulada “Uso da inteligência artificial em diferentes áreas sociais: segurança, saúde, educação, produção de alimentos”. Essa ação é uma atividade interdisciplinar entre Práticas de Leitura e Escrita (PLE), Ciência Tecnologia e Sociedade (CTS) e Linguagem de Programação (LIP), […]

Escola de Ciências e Tecnologia da UFRN abre seleção com bolsa remunerada para projeto de extensão

Estão abertas até a próxima quarta-feira (03/03) as inscrições para a seleção de bolsista para contribuir com o projeto “PJ168-2021 – ProgramAção: ações para o desenvolvimento de sistemas inovadores”,  coordenado pelo professor Orivaldo Vieira de Santana Júnior. Estão sendo oferecidas uma vaga com bolsa remunerada e uma vaga para voluntário. O aluno interessado deve acessar […]

Estão abertas as inscrições para a monitoria de Introdução à Física Clássica II

A inscrições ficarão abertas até 01/02/2021 e o único pré-requisito é ter cursado o componente referente à atuação na monitoria. ECT abre vagas para monitoria do componente: Introdução à Física Clássica II (ECT2304). A seleção inicialmente é para vagas NÃO remuneradas e serão selecionados apenas os três primeiros colocados. No entanto,  o primeiro colocado colocado […]