Mestrandos do PPgCTI são selecionados para programa virtual internacional

Escrito por: Wagner Barboza | Publicado em: 31 de março de 2021

Maria Eduarda Franklin e Italo Andrade, mestrandos do Programa de Pós Graduação em Ciências, Tecnologia e Inovação (PPgCTI), foram selecionadas para o programa virtual Doing Business in Brazil, da parceria com a universidade de Millikin. 

O Doing Business in Brazil é uma experiência internacional que acontecerá de forma virtual entre os dias 5 de abril e 12 de maio. No total serão 11 encontros que contabilizam 12h de carga horária. O projeto utiliza o estilo Human Centered Design, Design Centrado no Homem, em tradução livre, que consiste em dividir os participantes em grupos para trabalharem em problemas de uma empresa brasileira real. 

O processo seletivo consistiu na gravação de um vídeo falado na língua inglesa, em que a participante dizia o porquê deveria ser escolhida e como os conhecimentos que tinha poderiam ajudar no projeto. 

Segundo Maria Eduarda, o programa pode aumentar o conhecimento. “Eu acho importante ter essa conexão com as pessoas de diferentes países e trabalhar em soluções com potenciais para a indústria”, comentou a mestranda. 

Orivaldo Vieira, orientador de Eduarda, é Professor Adjunto da Escola de Ciências e Tecnologia e Professor do PPgCTI. Segundo ele, Eduarda sempre foi uma pessoa dinâmica, participativa e pró-ativa. “Outro ponto que chama muita atenção é seu enorme interesse em complementar seus estudos fora do país”, disse o professor que já enxergava o potencial inovador da mestranda desde o tempo de graduação.

Italo Andrade, o outro mestrando, foi na verdade convidado a participar do programa. No ano passado, Italo foi selecionado para participar do IMBA Virtual Immersion, programa semelhante ao Doing Business in Brazil, por causa da participação nesse no IMBA o Italo recebeu o convite para essa nova imersão. 

O propósito do PPgCTI é a produção de conhecimento científico-empreendedor e a formação de recursos qualificados que sejam capazes de desenvolver soluções tecnológicas voltadas à demandas sociomercadológicas. Um grande desafio diante da fragilidade do diálogo brasileiro universidade-mercado. Desde que a lei de inovação (2004) foi sancionada, há um esforço nacional voltado à promoção da cultura da inovação no país. O PPgCTI objetiva contribuir com esse esforço. A conquista de Maria Eduarda, somada a outras, sinaliza que o Programa está em uma boa direção para atender o seu propósito, comenta Zulmara Carvalho, coordenadora do programa.


Discentes do PPgCTI aprovam projetos sobre sustentabilidade no Sebraelab

Você piscou e os mestrandos do Programa de Pós-Graduação em Ciências, Tecnologia e Inovação (PPgCTI) foram aprovados em mais um edital. Desta vez, os projetos de pesquisa obtiveram resultados positivos na seleção do III Concurso SEBRAELAB Negócios Inovadores de Impacto Socioambiental.  Os projetos do PPgCTI foram classificados tanto para o programa de aceleração com premiação […]